Mudanças nas cobranças de bagagens despachadas pela Latal


Depois de implementar preços dinâmicos para o despacho de bagagem em voos internacionais, a Latam anunciou hoje modelo semelhante de cobrança de taxas variáveis para o despacho de bagagem nos seus voos domésticos. A partir de 21 de outubro, o preço da bagagem em voos nacionais poderá variar conforme o trecho, a data da viagem, fatores como alta ou baixa temporada, ou a antecedência da compra, como acontece com a passagem aérea. Para encontrar as taxas mais baratas será necessário adquirir o serviço junto com a compra da passagem, ou com pelo menos 48 horas de antecedência ao voo. Até então, os preços eram fixos e o valor com desconto podia ser adquirido até 6 horas antes da viagem.
Segunda a Latam, o passageiro viajando dentro do Brasil poderá pagar a partir de R$ 33 pelo serviço (menos do que a tarifa fixa de R$ 59 cobrada até então). A empresa garante também que o valor máximo pago pelo despacho de bagagem no aeroporto, que hoje é de R$ 120, seguirá inalterado. Mas, quem deixar para comprar com menos de 48 horas antes do voo pagará mais caro pelo serviço.

Nova tarifa para despacho de bagagem de mão em voos nacionais

A Latam também definiu uma nova tarifa para o despacho de bagagens de mão fora do padrão, ou do peso permitido, na sala de embarque. Segundo o site da empresa, o valor será fixo, de R$ 140.


O que diz a Latam

Confira o que disse a Latam, em nota enviada ao Melhores Destinos:
“A Latam Airlines Brasil informa que, a partir de 21 de outubro, os valores cobrados pelo despacho de bagagem nos voos domésticos passam a ter uma precificação dinâmica.
A implementação desta precificação, já utilizada nos despacho de bagagem nos voos internacionais e também na composição dos valores dos bilhetes aéreos, permitirá que o cliente tenha tarifas atrativas de acordo com antecedência da compra, a rota e o período do ano.  
Considerando estes fatores, o passageiro poderá pagar a partir R$ 33 pelo despacho da mesma bagagem nos voos dentro do Brasil. Já o valor máximo pago pelo cliente no despacho de bagagem no aeroporto, que hoje é de R$120, seguirá inalterado.
A empresa salienta também que, no fluxo de compra do cliente, está descrito o valor exato que ele pagará pelo despacho da bagagem. 
 
A empresa reforça também que antes da compra, o cliente pode simular o valor do serviço antes de efetuar a compra. Para as melhores tarifas, a companhia recomenda antecedência na compra do serviço de despacho de bagagem.” 
—– 
A mudança torna mais difícil para o consumidor saber quanto vai pagar pela bagagem. Se, por um lado, os valores mínimos podem ser menores que os cobrados até então, há pouca transparência sobre qual será o valor médio cobrado do passageiro, o que pode dificultar a identificação de um eventual aumento do custo para despachar uma bagagem. Ou seja, fica difícil confiar, dado o histórico de mudanças que a Latam vem implantando nos últimos anos.
A ANAC informou ao Melhores Destinos que a cobrança de preços dinâmicos nas bagagens despachadas não viola as resoluções da agência. Já a Secretaria Nacional do Consumidor pediu esclarecimentos à Latam sobre o novo modelo e a justificativa para a cobrança de preços diferentes a cada voo.
E você, o que achou da mudança? Será que a moda vai pegar? Comente e participe!

Postar um comentário

0 Comentários